You are currently viewing Shannon Hoon: documentário sobre o falecido vocalista do Blind Melon chega às telas virtuais
Imagem: Reprodução

Shannon Hoon: documentário sobre o falecido vocalista do Blind Melon chega às telas virtuais

‘All I Can Say’ traz compilado de imagens caseiras do músico

Por Luiz Athayde

Em 2019 o documentário All I Can Say estreou no Tribeca Film Festival, e no próximo dia 26 de junho finalmente chega às telas virtuais pela Oscilloscope Laboratories.

O filme, dirigido por Danny Clinch, Colleen Hennessy e Taryn Gould conta a história de Shannon Hoon, ex-vocalista do Blind Melon, morto por overdose de heroína, através de um compilado de imagens caseiras, trazendo “um retrato atraente e intimamente sutil de um artista em ascensão”, como diz a descrição do documentário.

“Hoon se filmou religiosamente de 1990 a 1995 com uma câmera, gravando até algumas horas antes de sua morte súbita. Sua câmera era um diário e sua confidente mais próxima. Nas  centenas de horas de filmagem, Hoon documentou meticulosamente sua vida – família, processo criativo, a fama de sua banda e sua luta contra o vício”.

Além de Hoon, o registro conta com aparições da namorada e mãe de seu filho, Lisa Sinha; e os membros da banda, Christopher Thorn, Brad Smith, Rogers Stevens e Glen Graham.

O Blind Melon foi fundado em 1990 e lançou seu primeiro e auto-intitulado álbum em 1992, mostrando uma pegada mais jam do que as bandas que incluídas no mesmo “pacote” do grunge.

“No Rain” foi o hit que rendeu projeção no mainstream, ganhando massivas exibições na MTV, inclusive no Brasil.

Desde 2008 a banda segue com o vocalista Travis Warren nos microfones, inclusive com música nova desde o single “Too Many to Count”, lançada em 2019, agendada para o próximo dia 23.

Mais detalhes sobre All I Can Say pode ser conferido no site oficial da Oscilloscope Laboratories.

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário