You are currently viewing Outlanders: projeto de Tarja Turunen lança vídeo de versão para “World In My Eyes”, do Depeche Mode
Imagem: Reprodução/Youtube

Outlanders: projeto de Tarja Turunen lança vídeo de versão para “World In My Eyes”, do Depeche Mode

Vernon Reid, guitarrista do Living Colour, assina as guitarras da faixa

Por Luiz Athayde

Em novembro do último ano, a cantora e compositora finlandesa, Tarja Turunen, anunciou um novo projeto chamado Outlanders. O mesmo se formou por meio de uma parceria com o músico e produtor alemão, Torsten Stenzel, conhecido especialmente na esfera eletrônica por ser o pioneiro do EDM (Electronic Dance Music).

A ideia seria gravar alguns covers, mas as composições foram surgindo aos montes até partirem para o caminho inevitável: a gravação do álbum; mas contando com vários convidados estelares, como Mike Oldfield, Al Di Meola, Marty Friedman, Joe Satriani, Walter Giardino (Rata Blanca), Steve Rothery (Marillion), Ron “Bumblefoot” Thal (Sons Of Apollo, ex-Guns N’ Roses) e Jennifer Batten (Michael Jackson).

Mesmo se encontrando em processo de desenvolvimento, o primeiro single, “Closer To The Sky”, tendo a colaboração de Trevor Rabin (ex-Yes), viu a luz do dia em novembro. Há um mês, foi a vez de “The Cruellest Goodbye”. E agora, uma versão, e das especiais para a artista: “World In My Eyes”, do Depeche Mode. “Sempre fui atraída por sua beleza sombria e achei que adoraria experimentá-la. Tem uma sensação incrível, e eu realmente gostei de gravá-la”, disse sobre a música.

Ela acrescenta: “Quando contei a Torsten sobre a ideia de retrabalhar esse grande clássico do Depeche Mode, ele ficou muito animado como um antigo fã. Torsten fez um trabalho incrível com a programação, e você vai me ouvir cantando de forma diferente neste. Foi com essa música que comecei a gravar camadas da minha voz em diferentes oitavas lá em 2014. Gostei do resultado, então o usei depois em outras músicas, mas essa só foi decidida por sair agora. Talvez você não reconheça [meu estilo vocal ao ouvi-la] de imediato”

“Sou amiga do Living Color há muito tempo e quem mais além de Vernon Reid poderia entregar o solo psicodélico mais louco de uma música? Ele também gravou texturas e climas usando o violão com seus muitos pedais ao longo da música, que é sua marca registrada. É inacreditável o que Vernon pode fazer. Muito obrigada por fazer parte do nosso projeto, Vernon!”

A abordagem usada por Tarja em seu projeto realmente se distingue de tudo o que fez ao longo da carreira, tanto no Nightwish quanto em voo solo. Se trata de um clássico do synthpop, mas sua releitura se conecta diretamente com alguns dos pilares do ambient pop/new age que por vezes trazem um certo toque dark, como Delerium, Enigma e Jens Gad. “Essa música tem provavelmente a energia mais sombria de todas do álbum”, finaliza Tarja Turunen.

O vídeo traz assinatura da própria cantora, e foi filmado em Jabberwock Beach, em Antígua e Barbuda, no Caribe. Assista abaixo.

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário