The Gathering: neste dia em 2000 “If Then Else” era lançado

The Gathering: neste dia em 2000 “If Then Else” era lançado

Em constante evolução, grupo holandês fez sua própria versão de trip hop… ou rock

Por Luiz Athayde

A classe de 2000 foi marcada por mudanças de sonoridade entre as mais diversas esferas musicais, e o heavy metal não ficou de fora. Mas os holandeses do The Gathering, pouco preocupados com tendências, já se encontravam anos a frente em sua ruptura com o death/doom metal, e quando If Then Else foi lançado, eles estavam nada além que inseridos no estado das coisas sônico da época.

The Gathering em 2000 (Foto: Peter Blok)

Configurando o sexto álbum de estúdio da banda e o quarto a contar com os vocais icônicos de Anneke van Giersbergen, a sonoridade se apresenta de forma mais enxuta que o seu longo antecessor How to Measure a Planet? de 1998, este que dividiu opiniões.

As viagens space/progressive rock continuam em órbita, ao mesmo tempo em que a ordem era seguir explorando novas nuances através do, digamos, retorno mais massivo das distorções (incluindo as de baixo) e uma série de músicos convidados, contribuindo com instrumentos de orquestra; além de outras viagens de fácil associação como Portishead e Massive Attack.

Para buscar o som desejado, os irmãos René e Hans Rutten (guitarra e bateria respectivamente), Hugo Prinsen Geerlings (baixo), Frank Boeijen (teclados) e claro, Anneke se alternaram entre o Koeienverhuurbedrijf Studio, na pequena cidade de Purmerend, e o S&K Studio, em Doetinchem, de janeiro a março daquele mesmo ano, contando com o bósnio Zlaya Hadzich e Dick Kemper nas atividades de co-produção, mixagem e masterização.

Também tiveram Attie Bauw para o uso do Pro Tools – a empolgação tecnológica foi tanta que o grupo adotou uma linguagem de programação para o título.

Dali saíram basicamente dois singles: a pesada “Rollercoaster” e a “trip rock” ou viajate “Amity”. Ainda sobre peso, embora não tenha sido um single, “Colorado Incident” é uma das faixas mais marcantes do registro, inclusive pelas especulação em torno de sua temática. Segundo a banda, a música é sobre terem cancelado um show em Colorado, Estados Unidos, em função de estafa e de alguns membros estarem doentes.

Capa do maxi single “Amity”

Em nota, eles emitiram um pedido de desculpas pelo “incidente”, mas, ao que parece, se trata do massacre  de Columbine ocorrido em 1999.

A receptividade do registro foi boa tanto entre o público quanto na crítica; notas altas no AllMusic e no Chronicles of Chaos; 47º lugar a parada neerlandesa e 76ª posição na Alemanha.

Seu formato físico rendeu lançamento europeu e em parte do Sudeste Asiático, como Malásia e Tailândia. No Brasil, if_then_else  foi editado em CD pela Century Media somente em 2004 – hoje um item de colecionador.

Ainda:

+ Entre as faixas “Analog Park” e “Herbal Movement” consta um trecho de Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll, narrado por Willie Rushton.

Deixe um comentário