You are currently viewing The Gathering: neste dia, em 2000, “If Then Else” era lançado

The Gathering: neste dia, em 2000, “If Then Else” era lançado

Em constante evolução, grupo holandês fez sua própria versão de trip hop… ou rock

Por Luiz Athayde

A classe de 2000 foi marcada por mudanças de sonoridade entre as mais diversas esferas musicais, e o heavy metal não ficou de fora. Mas os holandeses do The Gathering, pouco preocupados com tendências, já se encontravam anos a frente em sua ruptura com o death/doom metal, e quando If Then Else foi lançado, eles estavam nada além do que inseridos no estado das coisas sônico da época.

The Gathering em 2000 (Foto: Peter Blok)

Configurando o sexto álbum de estúdio da banda e o quarto a contar com os vocais icônicos de Anneke van Giersbergen, a sonoridade se apresenta de forma mais enxuta que o seu longo antecessor How to Measure a Planet? de 1998, este que inclusive dividiu opiniões.

As viagens space/progressive rock continuam em órbita, ao mesmo tempo em que a ordem era seguir explorando novas nuances através do, digamos, retorno mais massivo das distorções (incluindo as de baixo) e uma série de músicos convidados, contribuindo com instrumentos de orquestra; além de outras trips de fácil associação com Portishead e Massive Attack.

Para buscar o som desejado, os irmãos René e Hans Rutten (guitarra e bateria respectivamente), Hugo Prinsen Geerlings (baixo), Frank Boeijen (teclados) e claro, Anneke se alternaram entre o Koeienverhuurbedrijf Studio, na pequena cidade de Purmerend e o S&K Studio, em Doetinchem de janeiro a março daquele mesmo ano, contando com o bósnio Zlaya Hadzich e Dick Kemper nas atividades de co-produção, mixagem e masterização.

Também contaram com Attie Bauw para o uso do Pro Tools – a empolgação tecnológica foi tanta que o grupo adotou uma linguagem de programação para o título.

Dali saíram basicamente dois singles: a pesada “Rollercoaster” e a “trip rock” ou viajante “Amity”. Ainda sobre peso, embora não tenha sido um single, “Colorado Incident” é uma das faixas mais marcantes do registro, inclusive pelas especulação em torno de sua temática. Segundo a banda, a música é sobre terem cancelado um show no Colorado, Estados Unidos, em função de estafa e de alguns membros estarem doentes.

Os irmãos Hans e René Rutten na capa do single ‘Amity’

Em nota, eles emitiram um pedido de desculpas pelo “incidente”, mas, ao que parece, se trata do massacre  de Columbine em 1999.

A receptividade do registro foi boa tanto entre o público quanto na crítica; notas altas no AllMusic e no Chronicles of Chaos; 47º lugar a parada neerlandesa e 76ª posição na Alemanha.

Seu formato físico rendeu lançamento europeu e em parte do Sudeste Asiático, como Malásia e Tailândia. No Brasil, if_then_else  foi editado em CD pela Century Media somente em 2004 – hoje um item de colecionador.

Ainda:

+ Entre as faixas “Analog Park” e “Herbal Movement” consta um trecho de Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll, narrado por Willie Rushton.

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário