Poly Styrene (X-Ray Spex) ganha documentário, assista o trailer de “I Am A Cliché”
Foto: Ebet Robertscort.

Poly Styrene (X-Ray Spex) ganha documentário, assista o trailer de “I Am A Cliché”

Filme estreia online no Reino Unido no próximo dia 5 deste mês via Modern Films Entertainment

Por Luiz Athayde

A saudosa ícone punk Poly Styrene  ganhou um merecido documentário. I Am A Cliché  conta com direção assinada pela sua filha, Celeste Bell, e o filmmaker Paul Sng.

O filme passa pela vida e obra da lendária vocalista da banda punk inglesa X-Ray Spex, sob o olhar de Bell, e através de depoimentos de amigos e artistas que de uma forma ou de outra, fizeram parte ou sofreram influência de sua carreira, como Neneh Cherry, Kathleen Hanna (Bikini Kill), Thurston Moore (Sonic Youth), Don Letts, Vivienne Westwood e Jonathan Ross.

Segundo a descrição,  o documentário irá apresentar “material de arquivo não visto e raras entradas de diário narradas pela indicada ao Oscar Ruth Negga” […] “Seguindo Celeste enquanto ela examina o arquivo artístico fechado de sua mãe e atravessa três continentes para entender melhor a ícone Poly e Poli, a mãe”.

Nascida Marianne Elliot-Said em Londres, na classe de 1957, a frontwoman anglo-somali Styrene foi a primeira mulher negra no Reino Unido a liderar uma banda de rock. Inclusive, este foi um dos fatores fundamentais para Sng mergulhar no projeto.

Em comunicado oficial, ele diz: “Poly se destacou das outras mulheres do punk nos anos 1970 não apenas por sua música, mas também por ser meio somali, meio britânica.

Como uma pessoa mestiça, posso apreciar a luta que ela enfrentou como resultado de sua etnia e como os outros a viam; foi essa parte da vida de Poly que inicialmente me atraiu para sua história.”

O título do da produção leva o nome de um dos sucessos da banda, que também inclui “Oh Bondage Up Yours!”, “The Day World Turned Day-Glo” e “Identity”, singles extraídos do primeiro e único álbum da era inicial, o clássico Germfree Adolescents, de 1978.

Uma das participações mais importantes da banda nos palcos foi no icônico Rock Against Racism, em 1978, que também contou com nomes seminais como Steel Pulse, The Clash, Generation X e Sham 69. No ano seguinte Poly sai da banda e parte para carreira solo – os integrantes remanescentes formaram o Classix Nouveaux –, lançando, em 1981, o debut Translucence.

Em 1991 a banda se reúne e em 1995 grava Conscious Consumer. Daí em diante a cantora segue voo solo, tocando material do X-Ray e ainda lançando mais dois álbuns: Flower Aeroplane, em 2004 e Generation Indigo, em 28 de março de 2011, poucas semanas antes de (25 de abril) morrer de câncer de mama, aos 53 anos.

Poly Styrene: I Am A Cliché  estreia online no Reino Unido na próxima sexta (5) via Modern Films Entertainment, e na América do Norte, como parte do SXSW Film Festival, no fim de março.

Confira o trailer abaixo.

Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Erro no banco de dados do WordPress: [Table './classofs_wp/wp_comments' is marked as crashed and should be repaired]
SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS wp_comments.comment_ID FROM wp_comments WHERE ( comment_approved = '1' ) AND comment_post_ID = 11097 AND comment_parent = 0 ORDER BY wp_comments.comment_date_gmt ASC, wp_comments.comment_ID ASC

Deixe uma resposta

Fechar Menu