New Order: neste dia, em 2001, “Get Ready” era lançado

New Order: neste dia, em 2001, “Get Ready” era lançado

Mais uma vela para o álbum que marcou a volta do grupo de Manchester

Por Luiz Athayde

Mais velhas para o New Order que, neste dia lançava seu sétimo álbum Get Ready. Isso após um hiato que durou 8 anos. Foi o segundo disco lançado pelo carimbo London Records, já que a Factory havia falido em 1992.

O registro foi gravado nos estúdios Real World (Box, Inglaterra), Sarm Hook End (Londres, Inglaterra) e Rockfield (em Rockfield, País de Gales) e teve  produção assinada por Steve Osborne (Suede, Placebo), à exceção da própria banda, juntamente com o lendário Flood na faixa 7 e David Kahne na 2, Get Ready teve sua sonoridade levemente mais voltada para as guitarras, ao contrário do antecessor eletrônico de 1993, Republic.

New Order em 2001

A volta do New Order  foi à altura do nome. Além de contar com a formação original quase completa (Gillian Gilbert ficou de fora dessa vez), o grupo ainda teve as participações para lá de especiais de Bobby Gillespie e Andrew Innes do Primal Scream em “Rock the Shack”, e Billy Corgan do Smashing Pumpkins em “Turn My Way”. A direção de arte da bela capa ficou a cargo de Peter Saville – que também assinou a icônica o álbum de estreia do Joy Division, Unknown Pleasures – e desenho de Howard Wakefield e Sam Roberts.

Antecipando o lançamento, a banda lançou o single da potente faixa de abertura “Crystal” no dia 13 de agosto, e em 19 de novembro e 6 de dezembro os singles “60 Miles na Hour” e “Someone Like You”. Sobre o nome álbum, o baixista Peter Hook comentou na época:

“Significa qualquer coisa ou nada. Eu só achei que era um nome legal; New Order, Get Ready [Prepare-se], porque nós estamos, nós estamos nos preparando física e mentalmente para a próxima fase de nossa vida musical, então é uma coisa simples mas muito pertinente”

Capa do single ‘Crystal’

A banda foi muito bem em algumas paradas, como o 2º lugar no Top Dance/Electronic Albums da Billboard, 6º na Escócia e Reino Unido, 7º na Alemanha e na Austrália, 9º na parada europeia, 11º na Suécia e Finlândia, 12º na Irlanda e 13º na parada dinamarquesa; além de disco de ouro em casa e na França por 100 mil cópias vendidas.

O disco teve lançamento em vários países, incluindo uma larga distribuição em território nacional em excelente prensagem via carimbo Warner Music. O sucesso do disco convergiu com a vigente cena indie na mídia, assim como a virada de mercado dentro da música eletrônica. A Q Magazine listou o sétimo disco dos ingleses como um dos 50 Melhores Álbuns de 2001 e ainda escreveu:

“O New Order já fez discos melhores do que esse, mas nenhum com tanta carga emocional e amplo barulho para leva-la adiante (…) Get Ready é o som de uma grande banda se libertando de seu passado diante de seus ouvidos”

O NME (New Musical Express), que também listou o álbum nos 50 melhores, foi ainda mais efusivo: “Soa mais New Order do que qualquer outro disco do New Order. Único e brilhante”.

Ainda:

+ Get Ready foi dedicado a Rob Gretton, empresário do Joy Division e New Order, falecido em 1999.

+ O The Killers tirou seu nome da homônima banda fictícia no clipe de ‘Crystal’.

+ Gillian Gilbert pulou fora do barco antes da turnê do disco para cuidar das filhas com o baterista Stephen Morris. Em seu lugar entrou Phil Cunningham.

Deixe um comentário