You are currently viewing Gloria de Oliveira se inspira no cinema de Agnès Varda em seu novo videoclipe “Eyes Within”
Imagem: Reprodução/Youtube

Gloria de Oliveira se inspira no cinema de Agnès Varda em seu novo videoclipe “Eyes Within”

Parceria com o compositor americano Dean Hurley rendeu o fantástico álbum ‘Oceans Of Time’

Por Luiz Athayde

A artista visual e musicista germano-brasileira, Gloria de Oliveira, compartilhou mais um belíssimo videoclipe para promover seu novo álbum, Oceans of Time; fruto da parceria com o compositor e designer de som americano Dean Hurley.

Se trata de “Eyes Within”, um dos momentos mais nostálgicos do novo registro. Este que ainda traz outras faixas tão envolventes quanto, como “Ashore of the Cosmic Sea ”, “Something to Behold” e a estonteante “Hanging Gardens”. Além de uma versão primorosa para “All Flowers In Time Bend Towards The Sun”, de Elizabeth Fraser e o saudoso Jeff Buckley.

Embora seja praticamente cadeira cativa no Class Of Sounds, faltava ao menos uma palavrinha de Gloria. Neste caso, a fim de saber como se deu o processo de composição. E ela começa revelando: ““Eyes Within” é a faixa 7 de OCEANS OF TIME – mas na verdade foi a primeira música que Dean e eu trabalhamos juntos, a peça que lançou nossa colaboração.”

A produção videoclíptica leva, como sempre, sua assinatura. Mas desta vez ela lançou mão de suas raízes brasileiras para compor o cenário audiovisual. “O videoclipe foi dirigido, filmado e editado por mim como uma “One-Woman-Operation”, em Super8 e digitalmente em uma ilha celestial (llhabela), onde me encontrei em uma jornada interior – isso reflete a natureza introspectiva da música”, comenta antes de citar uma das ícones francesas do cinema mundial:

“O vídeo inspira-se na abordagem diária do cinema de Agnès Varda, e suas protagonistas femininas errantes, como ela mesma em seus documentários ensaísticos („As praias de Agnès“), ou Sandrine Bonnaire em “Vagabond” e Corinne Marchand em “Cléo de 5 a 7” ”

E acrescenta: “Também me inspirei no romantismo da versão de Romeu e Julieta de Zeffirelli dos anos 1960 e na trilha sonora de Nino Rota, que também foi uma referência para Dean e eu enquanto trabalhávamos no álbum.”

Toda essa bagagem cinematográfica não veio ao acaso. Como dito anteriormente (leia mais aqui), Gloria Endres de Oliveira também é atriz, figurinista, diretora e produtora conhecida no velho mundo especialmente por ter atuado em séries e filmes como Undine (2020), Babylon Berlin (2017), e Strawberry Bubblegums (2016). Sem mencionar a enorme lista de curtas-metragens.

Em outra mão, está Dean Hurley, com credenciais voltadas essencialmente para colaborações com o lendário cineasta David Lynch.

Oceans of Time saiu sob chancela do carimbo Sacred Bones Records, e ainda se encontra disponível nos formatos CD, vinil e também no digital. Acesse este link.

Assista ao videoclipe abaixo:


Leia mais sobre Gloria de Oliveira a seguir:

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário