You are currently viewing Massive Attack anuncia estudo sobre emissões de carbono da indústria da música

Massive Attack anuncia estudo sobre emissões de carbono da indústria da música

Objetivo da falange inglesa é contribuir no combate à crise climática

Por Luiz Athayde

Em uma iniciativa inédita na esfera musical, o Massive Attack, em parceria com a Tyndall Centre for Climate change Research, encomendou um estudo a fim de traçar um panorama sobre as emissões de carbono pela indústria da música, reporta Pitchfork.

O estudo irá envolver o exame de áreas de música ao vivo com maiores pegadas de carbono. Isso inclui desde viagens de produção de banda a transporte público.

Em nota oficial o grupo diz: “os esquemas e créditos de compensação de carbono têm um valor muito reduzido. Eles não reduzem as emissões de carbono que entram na atmosfera e nenhum esquema de compensação pode remediar isso simultaneamente. Evidências crescentes também sugerem efeitos colaterais seriamente negativos desses programas para as comunidades indígenas e rurais do sul global … O deslocamento e o esquecimento não podem funcionar em uma emergência de clima e biodiversidade.”

Mas as atividades em prol da questão ambiental não se limitam aos estudos. Segundo artigo de Robert Del Naja para o The Guardian, o grupo inglês pretende, inclusive consideram parar de fazer turnês.   

A última vez que o grupo pisou nos palcos foi em um concerto beneficente – para o Extinction Rebellion NYC, ou seja, também para causa ambiental – Webster Hall, em Nova Iorque, além de uma série de apresentações pela América do Norte e Europa no início do ano, contando com participação ilustre de Elizabeth Fraser, do Cocteau Twins.

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário