Autoramas mostra visão futurista partindo de antigos filmes Sci-Fi, assista “No Futuro”
Foto: Reprodução

Autoramas mostra visão futurista partindo de antigos filmes Sci-Fi, assista “No Futuro”

Faixa figura o álbum ‘Libido’ , lançado em 2018

Por Luiz Athayde

Há dois anos os dissidentes garageiros dos anos 90, Autoramas lançavam seu álbum mais aclamado pela crítica e por boa parte do público, inclusive fora do perímetro brasileiro.

Libido foi gravado por Alexandre Zastras, e teve produção assinada pelo vocalista, guitarrista  e mentor Gabriel Thomaz, juntamente com Bernardo Pacheco e Luiz Tissot, e o toque especial na mixagem a cargo de ninguém menos que Jim Diamond, conhecido por seus trabalhos com The Sonics e The White Stripes; além de masterização por Billy Comodoro.

É não somente o ponto alto da carreira do grupo, que ainda conta com a imponente vocalista e multi-instrumentista Érika Martins, Jairo Fajersztajn (baixo) e Fábio Lima (bateria), como carimba o nome da banda como uma das essenciais da zona sônica entre o underground e o mainstream.

Os dois anos seguintes foram marcados por uma série de apresentações pelo Brasil e claro, giro massivo pelo Hemisfério Norte, cobrindo desde pequenos clubes a festivais, como é de praxe em uma banda com o espírito dos porões e sótãos.

Além dos shows, 4 vídeos foram feitos para promover o álbum, e o quinto, agora em tempos de quarentena, acaba de chegar pelas mãos de Felipe Rodriguez,  mente mestre do ato pós-punk, Signo 13. Entusiasta pela sétima arte, o músico brasiliense e conterrâneo de Thomaz mostrou o futuro através de uma visão vintage, extraída de antigos filmes sci-fi.

Assista “No Futuro” abaixo.

Enquanto a pandemia do Covid-19 não dá sinais de controle, um “Autoramas redux” pode ser conferido no canal oficial da banda no Youtube, com Érika e Gabriel fazendo as honras no Quarentena Sessions.

Libido ainda se encontra disponível nos formatos, CD, vinil preto, cassete vermelho e digital no Bandcamp do grupo. Acesse aqui.

Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe uma resposta

Fechar Menu