You are currently viewing Strange Dusk: projeto synthpunk lança novo EP “Elsewhere, Vol.1”

Strange Dusk: projeto synthpunk lança novo EP “Elsewhere, Vol.1”

No circuito musical desde 2013, produtor francês chega com o sucessor do álbum ‘The Gathering’, de 2021

Por Luiz Athayde

Ao que parece, as máscaras não são uma exclusividade das bandas de rock; no universo eletrônico também. Mas, dos lados de cá, isso pouco importa. A “entidade” atendida por Strange Dusk recentemente revelou seu novo trabalho, o EP Elsewhere, Vol.1.

Strange Dusk (Foto: Reprodução/Facebook)

Embora vindo como sucessor do álbum The Gathering, de 2020, que também contou com uma versão remix no ano seguinte, o projeto originado no noroeste francês em 2013 possui uma quantidade considerável de singles, com uma bagagem influenciada por filmes de horror dos anos 80, e grandes nomes como Gost, Daft Punk e algumas faíscas de Prodigy.

E isso não significa que a agressividade seja um mote integral. “Lost in Barcelona” traz guitarras distorcidas, mas sob um manto de melodias embaladas por um certo clima de suspense. “High in Berlin” dispensa comentários já pelo seu título (“Chapado em Berlim”); é house music movida a uma quase overdose de sintéticos, através de uma longa madrugada.


Mas a mais interessante ficou mesmo por conta da experimental “Roaming in Angoulême”. A ambiência se mostra cinemática como boa parte das abordagens synthwave, mas aqui ela chama a atenção por remeter a era embrionária do Depeche Mode, especialmente a faixa “Monument”, do clássico A Broken Frame, de 1982. Levando em consideração que Dave Gahan e cia fazem muito sucesso na França, essa conexão acaba sendo mais que plausível.

De qualquer forma, é um registro que não apenas vale a conferida, como é a nossa primeira recomendação aos ouvintes de primeira viagem; já que mostra a versatilidade do Strange Dusk, ainda que em somente três faixas.

Ouça Elsewhere, Vol.1 pelo Bandcamp, ou abaixo, no Spotify.

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário