Selo Maxilar Music volta com nova avalanche de lançamentos da esfera independente

Selo Maxilar Music volta com nova avalanche de lançamentos da esfera independente

Gabriel Thomaz, do Autoramas, e Henrique Roncoletta, da banda NDK, seguem na contramão dos que dizem que não há nada novo no rock

Por Luiz Athayde  

Aquele papo de que o rock brasileiro está agonizando na UTI, definitivamente, não cola no subterrâneo, tampouco no mais novo carimbo especializado do segmento, Maxilar Music.

Criado por  Gabriel Thomaz, mentor do seminal Autoramas, e Henrique Roncoletta, voz do NDK, o selo vem de uma sequência de “avalanches” de lançamentos desde fevereiro, quando estreou o voo solo de Dionísio Dazul, guitarrista da banda Forgotten Boys, ao solta a faixa “Eu Sei… Eu Sei Que É Triste”. Agora, em chancela conjunta com a Ditto Music, é a vez de quatro nomes distintos entre si, mas alinhados no que dizem respeito a qualidade no material apresentado.

O primeiro é Edu K; alcunha de Eduardo Dornelles, conhecido por seus trabalhos como vocalista da banda DeFalla. “Trogglô” é o nome do single de estreia do álbum Vacinado No Bum Bum, agendado para 2022. E quem conhece seu currículo, sabe que se trata de mais um “anárquico manifesto punk anti-civilização”, como diz o comunicado.


Experimentar é com o duo paulistano Lumee//Prismo, que chega em seu segundo single, “Routine”,  tecendo críticas a forte dominância que as redes (anti) sociais vêm exercendo nas pessoas, através das grandes corporações e dos algoritmos, que dizem o que você “precisa” consumir. Isso tudo envolto a vocais melodicamente lesados, boas doses de peso, groove, e certa psicodelia digital.


Os Valletes é um trio de Curitiba. Embora não pareça, a banda se formou na classe de 2017. Explicando: “Ela Nos Quer (Mesmo Assim)?” soa como se feito para um 7 polegadas gravado nos anos 60, com direito a toda aquela estética londrina dominada pela rapaziada Mod, mas sem a parte das brigas.


Promovendo o novo álbum Olho de Peixe, também carimbado pelo Maxilar, a banda Space Rave faz um desabafo em forma de rock alternativo na faixa “Dinheiro S/A”. Aqui a formação porto-alegrense expõe a agonia de viver dia após dia; na solidão e sem perspectivas de “vencer na vida”, de acordo com os moldes capitalistas.


Como deu para conferir, o cenário independente nacional anda de vento em popa, e nesse ritmo, o surgimento natural de entusiastas como a rapaziada do Maxilar, para prestar uma espécie de serviço de direcionamento para aqueles que não fazem ideia por onde procurar novos sons – mesmo com todas as plataformas digitais disponíveis com um simples clique.

Mais sobre essas e outras bandas podem ser conferidas nos links abaixo.

Facebook
Instagram
Youtube

Deixe um comentário