You are currently viewing Sakis Tolis – Among The Fires Of Hell

Sakis Tolis – Among The Fires Of Hell

Voz grega do metal extremo volta às raízes góticas do Rotting Christ

Por Luiz Athayde

2022 está sendo um ano surpreendente mesmo. É óbvio que me refiro no sentido musical, mas especialmente aos lançamentos discográficos. Quem, a essa altura do campeonato, como a gente costuma dizer por aqui, que o músico grego Sakis Tolis iria soltar um disco solo? E outra: inclinado para o gothic metal.

Comandando o microfone e uma das guitarras da formação black metal, Rotting Christ, desde 1987, Tolis sempre se mostrou devoto do lado obscuro e extremo da música, mas nem por isso, pode-se dizer que ele se configura como um artista radical. Muito pelo contrário, seus fãs viram sua banda tomar ares mais melódicos e soprarem clássicos do quilate de Triarchy of the Lost Lovers (1996), A Dead Poem (1997) e Sleep of the Angels (1999); álbuns que reverberam até os dias de hoje.

Among the Fires of Hell é o título de seu primeiro disco, onde revisita sem o menor temor aquele período, claramente inspirado. Gravadas e produzidas por Sakis durante esta interminável pandemia (2021), as músicas estiveram aos cuidados de George Neratzis na masterização, Angelos e Aris Karantzas na edição, e Fotis Benardo na mixagem, feitas no Deva Soundz Studios em Atenas.

Musicalmente, e até mesmo liricamente, o resultado saiu como se os trabalhos acima citado tivessem sofrido um reprocessamento no “modo turbo”, ou seja, mais encorpado, consiso e com a mesma pungência sonora. Os vocais de Sakis soam fortes como nunca, e o peso emanado aqui em nada deve ao que ele fez no passado – seja ele longínquo ou recente.


Isso sem mencionar o cativante clima épico que permeia em seus apenas 35 minutos. Sim, isso também é um dos trunfos do disco; tão bom que acaba rápido e quando você menos espera, já se encontra na segunda audição. Ponto alto? Todos, em absoluto.

Mas basta você ir pelo começo mesmo, com os primeiros singles que ele soltou aos poucos, como “My Salvation” (grande refrão), a faixa-título e “The Dawn of a New Age”. Embora “Live with Passion (Die with Honour)” esteja entre as melhores composições de sua carreira. Em suma, peça musical feita sob medida para fãs nostálgicos, a base já estabelecida e para a nova geração de ‘metalheads’ de mente um pouco mais aberta.

Ah, outra novidade é que Among the Fires of Hell foi disponibilizado gratuitamente nas plataformas digitais. No caso do Bandcamp, o ouvinte pode pagar a quantia desejada pelo álbum, no “name your price”.

Ouça na íntegra abaixo.

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário