You are currently viewing Morrissey é criticado após ser visto com broche de partido de extrema direita

Morrissey é criticado após ser visto com broche de partido de extrema direita

Histórico de polêmicas envolvendo o ex-The Smiths não é de hoje

Por Luiz Athayde

Mais uma polêmica envolvendo o cantor inglês Morrissey, para sua conta pessoal. Enquanto atendia seus fãs, o cantor foi visto com um broche do For Britain, partido de extrema direita fundada pela ativista anti-islâmica Anne Marie Waters, após ela ser derrotada na eleição de liderança do UKIP de 2017.

No twitter, o jornalista Dave Haslam citando um trecho de “I Know It’s Over” do The Smiths dispara:

Meu ex-amigo ostentando um distintivo For Britain, um partido violentamente anti-islâmico, cheio de ex-BNP e ex-EDL, pró-privatização, extrema-direita e propenso a explorar tragédias para disseminar a retórica anti-imigração on-line. O que aconteceu com “É preciso coragem para ser gentil e gentil?”

Morrissey usando o broche do tridente do For Britain (Imagem: Instagram)

Morrissey já havia mostrado seu apoio ao partido dizendo que “é o único partido que pode garantir a nossa segurança” e para dar uma chance a ele, pois o For Britain não é racista, nem fascista, mas sim o “contrário”. E ainda acrescentou:

Eu faria qualquer coisa pelos meus amigos muçulmanos, e sei que eles fariam qualquer coisa por mim.”

Dentre outras declarações, também a de que Hitler seria de esquerda e que a palavra racismo é usada apenas como uma estúpida retórica da esquerda.

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário