Morre lenda do rock brasileiro, Serguei

Cantor tinha 85 anos e se encontrava em estado grave no Hospital Zilda Arns em Volta Redonda

Por Luiz Athayde

Morreu na manhã desta sexta-feita (7 de junho) aos 85 anos, Sergio Augusto Bustamante, mais conhecido como Serguei. Internado há 11 dias na UTI do Hospital Zilda Arns em Volta Redonda (Rio de Janeiro), o cantor se encontrava em estado grave e morreu por problemas cardíacos em função de pneumonia, desnutrição e complaicações senis.

Inicialmente Serguei deu entrada um hospital em Saquarema, Região dos Lagos do Rio de Janeiro, onde morava, por desnutrição, desidratação e infecção urinária, e ainda apresentava quadros de Alzheimer. Após sofrer arritmia e insuficiência respiratória aguda, ele foi transferido para Volta Redonda.

Serguei nasceu em 8 de novembro de 1933 no Rio de Janeiro, e aos 12 anos foi para os Estados Unidos, onde iniciou seu embrião artístico participando de festivais estudantis. De volta ao Brasil aos 22 anos, trabalha como comissário de bordo na Varig e outras empresas antes de iniciar sua carreira musical, e já se fixando em Saquarema, Rio de Janeiro. Em 1969 esteve no lendário festival Woodstock e conheceu a cantora Janis Joplin, quando ainda residia em Long Island, um dos fatores que contribuiu com sua fama.

Entre a metade dos anos 1960 e 2009, trabalhos lançados entre alguns discos e uma série de compactos, dentre eles As Alucinações de Serguei/Eu Não Volto Mais (1966),  Eu Sou Psicodélico (1968) e Maria Antonieta Sem Bolinhos (1968), todos calcados na Jovem Guarda. Participou de duas edições do Rock in Rio, uma em 1991 e outra  em 2001 junto com Silvinho Blau Blau cantando “Satisfaction” do Rolling Stones.

Serguei era considerado o rockeiro mais velho do Brasil. Seu último registro discográfico foi álbum Bom Selvagem, lançado em 2009 juntamente com a banda Pandemonium.

Deixe uma resposta