Ian Brown (Stone Roses) diz que Covid-19 foi “planejada” e solta música anti-lockdown

Faixa sucede o álbum ‘Ripples’, de 2019, bem como reforça seus recentes tuítes de revolta contra as regras de quarentena

Por Luiz Athayde

O cantor e compositor inglês Ian Brown está de volta com uma música nova em folha, mas com uma pegada bem mais raivosa em relação ao seu último álbum Ripples, editado em 2019.

O motivo gira em torno da pandemia da Covid-19, que ele acredita ser sido “planejada, desenhada e executada para fazer de nós escravos digitais”, segundo postagens recentes no Twitter; rede social que o ex-Stone Roses vem usado para manifestar sua revolta.

“Com uma taxa de sobrevivência de 99,9% e eles andam se metendo no nosso trabalho, na nossa casa, na nossa vida social, na escola, na nossa vida amorosa, no nosso jardim, no nosso quintal, no nosso corpo, nas nossas mulheres e nos nossos filhos e está tudo bem?”

O músico ainda reforça o que foi dito citando George Orwell: “Todas as tiranias governam pela fraude e pela força, mas quando a fraude é descoberta passam a depender exclusivamente da força.”

Obviamente não para por aí. Em meio a uma série de tuites, como “SEM CONFINAMENTO SEM TESTES SEM RASTREIO SEM MÁSCARAS SEM VACINA”, o músico aproveitou para compartilhar seu manifesto anti-lockdown com “Little Seed Big Tree”.

Composta somente por guitarra e vocais, ainda assim a faixa soa naturalmente como um elo perdido entre sua ex-banda e seus primeiros voos solo.

Confira abaixo:

Deixe um comentário