You are currently viewing Ductape (Turquia) e Jenni Sex preparam grande noite de darkwave em São Paulo
Foto: Ductape e Jenni Sex (Divulgação/Renata Basilio)

Ductape (Turquia) e Jenni Sex preparam grande noite de darkwave em São Paulo

Duo debuta no país acompanhando de uma das potências da música sombria nacional

Por Luiz Athayde

O duo turco Ductape está a poucos passos de seu primeiro giro sul-americano de duas datas neste mês de maio: dia 20 em São Paulo, e dia 21 em Buenos Aires, Argentina.

Em Terra Brasilis, a vocalista e também detentora dos sintetizadores, Çagla Güleray, mais o guitarrista e compositor Furkan Güleray, promovem o mais novo álbum, Ruh, editado por carimbo independente nas plataformas digitais. Formado em Istambul na classe de 2019, a dupla não demorou para abraçar o restante do globo terrestre, com shows em territórios como Madri, Sarajevo, Budapeste e no México, marcando sua estreia na América Latina.

A apresentação dos novos representantes da esfera gótica da Turquia está agendada para a próxima sexta-feira às 22h, no icônico Madame Club, sob chancela da produtora paulistana Post-Punk Brasil; conhecida no cenário nacional por fomentar eventos de música sombria independente de fronteiras.

Para saber sobre as quantas andam as expectativas da primeira vinda ao país, o duo contou com exclusividade ao Class Of Sounds:

“Conhecer o DJ Zauber de São Paulo nos fez perceber o quão grande é a cena aí no Brasil”, comentaram surpresos. “Enquanto estávamos em turnê no México, muitas pessoas nos encorajaram a tocar na América do Sul também. Gostaria que pudéssemos ter mais tempo para visitar o Chile, Peru e Colômbia também. Certamente da próxima vez. Estamos muito animados para entrar na América do Sul começando pelo Brasil e especialmente por ser um dos clubes góticos mais preciosos, o Madame.”

E continua: “Certamente é emocionante para nós viajar do outro lado do mundo para conhecer o poderoso público que sente essa música em seus corações e almas.”

Ductape (Foto: Divulgação)

A fim de manter o alto nível da esperada noite, a banda escolhida para a dobradinha dark/pós-punk foi nada menos que o Jenni Sex. Formado na capital paulista por Oliveira Helders (vocais, guitarra), Danilo Lima (baixo) e Mauricio Pasqualle (bateria), o trio chega pelas sombras conquistando seu espaço a cada dia, ainda que, até o momento, possua somente um trabalho na manga, o álbum Songs Through Your Tongue, de 2018. Além do poderoso single “Treasures”, lançado na sequência.

A façanha mais recente foi terem sido escalados pela sensação bielorrussa, Molchat Doma, como ato de abertura da primeira aparição da banda no Brasil, se apresentando para um público aproximado de 3 mil pessoas.

Obviamente, a gente não fez diferente e perguntamos como é tocar com um nome tão expressivo da cena darkwave. Com as palavras, também exclusivas, Oliveira Helders:  

“É a primeira vez que o duo Ductape vai passar pelo Brasil. Quando recebemos o convite, confesso, foi sísmico!” conta, em uma empolgação contagiante. “Ainda estávamos contagiados pela energia do show com a Molchat Doma. A dimensão do projeto Post-Punk Brasil é contemplada ao sabermos que os organizadores e apoiadores pensam nos artistas com carinho,e, ainda por cima, ajuda aqueles que ainda estão no início a persistir e acreditar no seu trabalho. Queremos fazer um show para as pessoas poderem esculpir sentimentos e desejos, precisamos suplantar a natureza sombria dos anos anteriores.”

Jenni Sex (Foto:Renata Basilio)

Aproveitando o ensejo, também perguntamos a Helders se nesse ritmo de shows, um dia veremos o Jenni Sex protagonizando algum show:

“Estamos agendando novas datas e convidando outras bandas com o objetivo de aproveitar o momento de a Jenni Sex ter alcançado um maior público, para mostrar que há ótimas bandas no cenário nacional, então será ótimo poder tocar para novas pessoas, ver outras bandas se apresentarem conosco e trabalhar o verdadeiro sentido para a palavra ‘movimento’ ”, revela o artista, também dando a deixa para vender o peixe:  “No dia 11 de junho, vamos fazer um show bem intimista com o duo Caligulas, no bar ‘Porta’, em Pinheiros.”

Geralmente, quando se trata de shows debut em um lugar, espera-se que no mínimo hajam algumas surpresas, embora certas bandas se limitem a tocar apenas o material mais recente. No caso do Ductape, a resposta foi enfática: “Vamos tocar quase todos os nossos lançamentos e vamos dançar juntos. Vejo vocês em breve!”

Já o Jenni Sex revelou detalhes exclusivos acerca de seu novo álbum: “Atualmente estamos em estúdio com 70% do disco pronto, e provavelmente será lançado entre outubro e fevereiro pela Wave Records.”

Se a essa altura, você ainda não faz ideia do som de ambos os atos, o Ductape tem como mais recente single e videoclipe, a “Fire”. E os paulistanos do Jenni Sex, vão do citado ‘Treasures’. Confira abaixo.



O time de DJs para esquentar a vindoura noite no Madame ficará a cargo de Zauber (Wave Records), Louder (Plainsong.io, do Rio de Janeiro), Zowie, Cyber e Clarck. Os ingressos ainda se encontram disponíveis nas seguintes configurações:

Primeiro Lote:
Via Pix: R$65,00
Via Sympla: R$65,00 (+Taxa: R$6,50)

Na Porta:

R$85,00

Pagamento via Pix sem taxa:
Chave: 11995018150 (C6 BANK)
Enviar comprovante para o mesmo número (Whatsapp).

Pagamento via Sympla (cartão de crédito/boleto):

https://www.sympla.com.br/evento/post-punk-brasil-5-edicao-apresenta-ductape-turquia-jenni-sex/1554426


Mais Ductape pode ser conferido nos links:

Facebook
Instagram
Bandcamp
Spotify


Mais sobre Jenni Sex abaixo:

Facebook
Instagram
Bandcamp
Spotify


Página do evento no Instagram:

Post Punk Brasil

Please follow and like us:
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe um comentário