Clan of Xymox: neste dia em 1986 “Medusa” era lançado

Holandeses embarcavam em seu segundo álbum com o novo nome

Por Luiz Athayde

O álbum Medusa marca o terceiro lançamento dos holandeses de Amsterdam antes atendidos por Xymox. Agora, ou melhor, neste dia em 1986 o grupo se registrava como Clan of Xymox no sucessor do autointitulado disco de 1985.

Composto pelo trio Ronny Moorings, Anka Wolbert e Pieter Nooten (todos se dividindo nos vocais, sintetizadores e outros instrumentos), a banda contou com a assinatura do produtor John Fryer, que no seu fantástico currículo podemos citar nomes de alto quilate como Fad Gadget, Yazoo, Depeche Mode, Modern English, Xmal Deutschland e lista interminável.

Clan of Xymox

Nascido para se tornar um clássico instantâneo, a atmosfera gélida de Medusa não poderia ter causado melhores reações, como na Melody Maker, o descrevendo como “elegante, eficiente e até dramático”, e reiterando que o “Xymox entende o valor de um eufemismo direto”, além de finalizar brilhantemente dizendo que Medusa é um “brilhante flash de esperança nestes dias de blecaute”.

Outros veículos da imprensa especializada reverenciaram o álbum como “uma conquista primordial” e “que toda faixa soa como o final de uma abertura época”.

Capa do 7 polegadas do single ‘Louise’ (imagem: Discogs)

Apesar de tudo conspirar a favor, foi o último registro pelo seminal carimbo 4AD – parênteses necessário: o então Xymox foi a banda de abertura da turnê do Dead Can Dance pelo Reino Unido, a convite de ninguém menos que Brendan Perry, daí a consequência natural de terem assinado com o selo britânico –, na sequência, o grupo migrou para a major Polygram.

No âmbito dos licenciamentos, Reino Unido, Japão, França, Itália e Países Baixos em CD, Cassete e LP; reedições na Grécia (Cassete e LP, em 1988), Japão (CD, 1990), Polônia (CD, 1994) e Filipinas (Cassete, 1995), França (CD, 1996), Reino Unido (CD remasterizado, em 1997), edição remasterizada yankee em CD no ano de 1999 e reedição idem via Sonic Records na Polônia em 2000. Sem mencionar os piratas poloneses em anos desconhecidos.

Ainda:

+ A fotografia da capa tem autoria de Nigel Grierson, que também assinou artes de This Mortal Coil, Xmal Deutschland e outros.

+ O único single extraído do álbum, ‘Louise’, saiu pelo carimbo Megadisc, contendo a homônima faixa no lado A, e “Michelle” no lado B; o mesmo é encontrado no mercado de colecionadores por valor mínimo de R$ 135,00 Reais.

Deixe um comentário