Sturm Café – Fernes Land

Sturm Café – Fernes Land

Duo EBM sueco voltou com um álbum tão consistente quando seu quase imbatível antecessor ‘Europa!’

Por Luiz Athayde

Quando o duo EBM sueco Sturm Café   anunciou que estava nos prepares do sucessor de Europa!, lançado em 2015, a apreensão foi imediata, já que mesmo contando com uma discografia breve, este é o grande momento sônico de Jonatan Löfstedt (vocais) e Gustav Jansson (teclados, programações e backing vocals), ao menos até agora. Será?

Jonatan Löfstedt e Gustav Jansson: Sturm Café (Foto: Divulgação)

Fernes Land (ou “terra distante” em português) é o nome do novo petardo da dupla da pequena cidade de Gävle, chegando com dois singles já apresentados anteriormente: “Discolied”, onde prestam um tributo ao 388º aniversário da morte do rei Gustavus Adolphus, fundador do Império Sueco; e a faixa homônima, trazendo uma intro com vozes femininas em vários idiomas, incluindo o português, dizendo: “música eletrônica”.

Segundo os suecos, a ideia “é sobre a saudade de um tempo e um lugar distante, livre das preocupações de hoje”, mas não tão distantes dos flertes mais synthpop que eles vêm dando ao longo dos singles e EPs, em especial estes últimos.

Na verdade, é essa a pegada dominante durante todo o disco, que por sinal é o que também garante a qualidade do mesmo. Tanto que é difícil apontar um destaque, dada a homogeneidade apresentada.

O que dizer de “Funkbereit”, com todo seu balanço “bora pra pista!”, ou “Spielzeit”, arriscando um híbrido entre o breakdance e o synthwave?

Por outro lado, temos a imponente “Schauspiel”, uma espécie de recado sônico para quem ousar acusá-los de estarem se distanciando do EBM de mote mais, digamos, militarista. Mas até aqui o synthpop também se faz presente, como se o Depeche Mode fosse um bando de milicos industriais em Some Great Reward, de 1984.

Em suma, Fernes Land  não tem aquelas vinhetas “nacional-socialistas”  e nem a raiva do registro anterior, pelo contrário, é o Sturm Café  safra  2021;  sabor suave e acentuado, aromático e com menor quantidade de cafeína, mas, ainda assim, capaz de acordar a mais sonífera pista de dança, graças às suas batidas pulsantes e doses equilibradas de melodia.

Agora, fica por conta do ouvinte: com ou sem açúcar?

Fernes Land se encontra disponível nos formatos CD e no 12 polegadas, bem como para audição na íntegra no Bandcamp dos caras. Ou você pode degustar o café abaixo via Spotify.

Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Erro no banco de dados do WordPress: [Table './classofs_wp/wp_comments' is marked as crashed and should be repaired]
SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS wp_comments.comment_ID FROM wp_comments WHERE ( comment_approved = '1' ) AND comment_post_ID = 11267 AND comment_parent = 0 ORDER BY wp_comments.comment_date_gmt ASC, wp_comments.comment_ID ASC

Deixe uma resposta

Fechar Menu