Magne Furuholmen (A-ha) mete o dedo na ferida americana em novo vídeo, assista “This is now America”

Magne Furuholmen (A-ha) mete o dedo na ferida americana em novo vídeo, assista “This is now America”

Mente criativa do trio norueguês lançou o álbum ‘White Xmas Lies’ no fim de 2019

Por Luiz Athayde

O cantor, tecladista, compositor e artista visual norueguês Magne Furuholmen acabou de lançar o quinto single de seu (ainda fresco) álbum solo, lançado em 2019 pelo carimbo Drabant Music.

Figurando o registro inteiro número 6, White Xmas Lies traz toda a veia pop de uma das mentes criativas do A-há, mas mostrando uma via diferente e até mais sombria, se comparado com as composições de seu grupo principal.

Um dos resultados é justamente “This is now America”, onde o artista ataca explicitamente a política adotada pelo atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Quando eu tinha 15 anos, sentia que o mundo estava cheio de possibilidades infinitas e um lugar emocionante para seguir o sonho de alguém. Hoje, as crianças crescem em um mundo muito diferente e muito mais perturbador. Para mim, o vídeo de ‘This is now America’ é sobre perda de inocência e alienação … assim como a música, pense nisso! ”, disse Furuholmen em entrevista à Rolling Stone.

Para dar um teor ainda mais impactante, o vídeo – recheado de referências musicais e da cultura pop em geral – teve assinatura conjunta com o duo alemão de teatro experimental Vinge/Müller, para compor o que ele chama de “primo distópico e sombrio do vídeo ‘Take on me’ “.

Assista:

Também conhecido por ser uma espécie de “relações públicas” do A-ha – na apresentação do Rock in Rio, de 2015, o músico chegou a falar mais que o próprio vocalista, Morten Harket, entre as músicas – Furuholmen possui um papel vital no processo criativo do grupo, já que sua história na banda vem desde os tempos do Brigdes; banda aspirante a rock progressivo, juntamente com o guitarrista e líder Paul Waaktaar-Savoy.

Ainda no âmbito musical, Magne também se enveredou, em 2008 no projeto indie/eletrônico Apparatjik, que incluía membros do Mew e Coldplay, lançando dois álbuns e um punhado de EPs.

Já como artista visual, o norueguês ostenta credenciais como exímio pintor, especialmente após a dissolução do A-ha, em 1994, tendo exposto suas obras em várias galerias Europa afora.

E por falar em A-ha, o trio se encontra em massiva turnê mundial desde outubro de 2019, tocando seu clássico álbum de estreia Hunting High and Low, lançado em 1985, na íntegra. Ainda não há datas confirmadas para o Brasil.

Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Deixe uma resposta

Fechar Menu