Jackson VanHorn – After the Rehearsal

Jackson VanHorn – After the Rehearsal

Artista de Indianápolis retorna com seu segundo registro de estúdio

Por Luiz Athayde

A evolução de um artista nem sempre é notável na passagem de um álbum para outro, especialmente quando se trata de um subgênero musical da new wave que não possui muitas variações.

O pós-punk é basicamente isso mesmo; guitarra, baixo, bateria, por vezes teclados – quando não é tudo programado – e voz; som reto. Tudo depende de quem executa.

Felizmente o norte-americano de Indianápolis e representante local do estilo, o ex-TV Ghost Jackson VanHorn se enquadra na gama de nomes que, mesmo novos, possui um tino criativo para lá de considerável.

Jackson VanHorn (Reprodução/Instagram)

After the Rehearsal acaba de sair pelos carimbos Manic Depression Records e Icy Cold Records, e sucede o álbum de estreia Blood, de 2018; além do EP hvn, editado no ano passado. E aqui percebe-se uma nítida evolução em relação aos seus trabalhos prévios, que soavam até um pouco rudimentares em alguns momentos.

Nessa nova empreitada VanHorn continua tão gélido quanto os dias mais frios de sua cidade natal – embora quando a gente, ao menos aqui do Brasil quando pensa em Indianápolis já imagine um calor de 40 graus sobre as corridas da Fórmula Indy, ou Indy 500 –, mas ainda mais pomposo, profundo e claro, com traços nítidos de amadurecimento.

Pudera: lidar com a pandemia do novo coronavírus não é para qualquer um, e se há um momento para pôr a “mão na massa”, é esse. E com ele o fez. Vide os singles anteriormente lançados como forma de aperitivo: “Sunday”, “Pierrot”, que dialoga sem medo com o The Cure dos tempos dos álbuns Seventeen Seconds (1980) e Faith (1981), e “Saturnine”, que se alinha aos novos tempos.

Mas há os momentos mais alternativos, como em “Fold”, uma espécie de elo perdido na discografia da era de ouro do Smashing Pumpkins, só que, naturalmente, ainda mais soturna.

“Another World”, que encerra o disco, é outro destaque, pela densidade e suas baixas temperaturas. É também a faixa que cresce de uma maneira surpreendente ao modo Tears For Fears, te induzindo a repetir inúmeras vezes: “Reach out into another life, another world”.

Mais que um bom disco, After the Rehearsal é o ponto de partida de Jackson VanHorn  para voos maiores, já que o material apresentado aqui não deve em absolutamente nada a nomes do chamado “post-punk revival”. Que venha mais.

Ainda:

+ O álbum teve masterização assinada por Tyler Watkins. De resto, Jackson VanHorn fez tudo; das letras à produção.

+ Os vocais femininos na etérea faixa ‘Mantra’ são de Heather Rose.

After the Rehearsal no Spotify:

https://open.spotify.com/album/5bd3yoZmLHGmxDk0oS590C
Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Erro no banco de dados do WordPress: [Table './classofs_wp/wp_comments' is marked as crashed and should be repaired]
SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS wp_comments.comment_ID FROM wp_comments WHERE ( comment_approved = '1' ) AND comment_post_ID = 9813 AND comment_parent = 0 ORDER BY wp_comments.comment_date_gmt ASC, wp_comments.comment_ID ASC

Deixe uma resposta

Fechar Menu