Clan of Xymox – Spider on the Wall

Clan of Xymox – Spider on the Wall

Pioneiros do darkwave ainda soam fortes mesmo após tantos anos quebrando pedras

Por Luiz Athayde

Sobreviver de música nunca foi fácil. Agora nesses tempos de pandemia, nem se fala. E quando se trata da esfera gótica, pode ter certeza que as dificuldades vão para a estratosfera.

Mas, como a arte segue servindo de alimento para a alma de muitos, os fãs de dark podem se regozijar de um grupo que mantém vívida suas atividades após quase 40 anos: Clan of Xymox.

Mudanças de nome e formação fazem parte da história do vocalista, guitarrista, compositor e líder Ronny Moorings, mas, sobretudo, sua importância na fomentação do que viemos a conhecer como darkwave.

O que dizer de álbuns essenciais do gênero, como o autointitulado de 1985, Medusa (1986) e mesmo Twist of Shadows, na época assinando como Xymox?

Ainda que as produções continuassem ativas nos anos seguintes, seus holofotes nunca estiveram tão acesos desde a década de 80.

Nos últimos anos, simplesmente pipocaram bandas inspiradas no grupo neerlandês, e com isso, parcerias mil, incluindo turnês conjuntas e assinaturas em singles de remixes.

Inclusive, mesmos singles que anteciparam o lançamento do aguardado Spider on the Wall, novo álbum em três anos – mas que parece muito mais, devido a quarentena.

E olha, inspiração não faltou; incluindo os aperitivos “She”, “Lovers” e “All I Ever Know”, temos do pós-punk mais clássico ao synthpop; do EBM quase harsh de “When We Were Young” às nuances que consagraram a banda, como em “Into the Unknown”.

Ou “Black Mirror” com seu estilo  “dá licença The Sisters of Mercy”; embora “My New Lows” case mais com os ótimos momentos de In Love We Trust, um dos grandes discos do Clan dos anos 2000.

São apenas alguns exemplos de um álbum correto para essa efervescência dark: flertes com suas raízes, passado recente e, ainda assim, soando atual; mas melhor: longe de um pastiche de si mesmo.

Em suma, Spider on the Wall é a velha escola em plena forma, sobre as teias firmes de uma aranha que ainda tem muito veneno gótico para soltar.

Ouça Spider on the Wall no Spotify:

Faça sua doação para incentivar nossos redatores.

Erro no banco de dados do WordPress: [Table './classofs_wp/wp_comments' is marked as crashed and should be repaired]
SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS wp_comments.comment_ID FROM wp_comments WHERE ( comment_approved = '1' ) AND comment_post_ID = 8921 AND comment_parent = 0 ORDER BY wp_comments.comment_date_gmt ASC, wp_comments.comment_ID ASC

Deixe uma resposta

Fechar Menu